Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A voz do silêncio

A voz do silêncio

O futuro


Alala

06.06.19

O futuro...esse malandro que me deixa de coração apertado quando penso nele. Não sei se simpatizo com ele ou não, nem tão pouco se lhe tenho algum respeito. É um desconhecido. Pelo menos para mim. Imagino como será. O que traz consigo e como carrega o passado.

Um futuro leve, risonho, feliz... 

Repleto de pequenos nadas que juntos marcam uma história.

Diz-me...

Para onde vais?

O passado vai contigo ou preferes deixá-lo para trás?

E tu presente vais lado a lado com o futuro ou preferes deixá-lo seguir o seu caminho?

Conta-me...

Mas não te demores!

No presente  todos os minutos são escassos e eu preciso saber como és.

O tempo é precioso! 

Ouvi dizer que o destino te irá perseguir e que no final poderás decidir o que fazer com ele. 

Deixa - me conhecer-te...

Dá - me um sinal... Só um te peço!

Posso confiar em ti? 

O meu maior medo


Alala

16.04.19

Sad-rain-wallpaper-android.jpg

 

Não sei quando aconteceu, qual foi o exato momento em que te perdi... Tinha uma admiração tão grande mas tão grande por ti. O teu sangue também corre em mim e quando choras eu sinto. Agora sinto um frio imenso quando te olho nos olhos. Já não tens o brilho que te caraterizava. Olhos azeitona meios esverdeados , um olhar puro, doce...por vezes desconfiado mas aquecia qualquer coração.

 

O dia em que desapareceste, o meu mundo desabou. Chovia tanto e estava tanto frio. Foram noites seguidas sem dormir, perdi uns anos de vida e isso notava-se em mim. Queria esconder o que sentia mas a minha tristeza era evidente. Fiz tudo o que podia para te encontrar. Parecia uma maratonista, corria tanto contra o tempo à tua procura e não deixaste o mínimo rasto. Deixei-te mensagens, liguei-te e tinhas o telemóvel desligado. Tive um acidente de carro, fiquei desorientada...senti-me no limite de tudo o que seria razoável.

 

E sabes, o que mais me moía era não me teres pedido ajuda. Não me teres dito nada. Fiquei tão triste... e ao mesmo tempo com tanto medo mas tanto...Ninguém me percebia , só me diziam que não podia fazer nada. Foi nesse momento que me transformei e a minha delicadeza com as pessoas deixou de existir. Estava tão sozinha nessa procura... Eu sabia que algo de muito errado poderia acontecer se não te encontrasse. Era um caso de polícia. Não te podia perder... 

Fiquei tão confusa. Não queria acreditar no que me diziam. Só confiava em ti e nesse momento nem em ti podia confiar porque nada fazia sentido.

 

Quando te encontraram foi um misto de emoções, de joelhos no chão chorei , chorei sem parar...e agarrei-te como se fosse a última vez que iria estar contigo. Não consegui proferir uma única palavra. Permaneceste imóvel a tudo. Estavas vivo e por isso nada mais importava , o meu maior medo dissolveu-se naquele momento.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D